Sauvage (Camille Vidal-Naquet, 2018)

Sauvage é um filme sobre um meio determinado, o da prostituição masculina de rua em Paris, mas é ainda mais justo vê-lo como um filme de personagem, que narra uma tragédia pessoal. Léo (Félix Maritaud) é um prostituto, atraente e desejado mas muito frágil num mundo de brutos. Vive perdido, entre a dependência da droga, de um colega que ama e do amor que procura em certos clientes. Muito cru na abordagem do meio da prostituição, o filme é comovente quando se foca em Léo. Paris Beaubourg 3/5

Sem comentários:

Enviar um comentário