Teatro: Madame Inger d'Östraat (Ibsen, 1855)

Colette Klein (Madame Inger)
Esta peça histórica é do início da carreira de Ibsen, quando ele privilegiava a temática histórica. Parece incrível, mas a produção que fui ver é anunciada como a criação francesa da peça. Esta tem qualidades suficientes que não justificam essa ausência dos palcos franceses sobretudo porque é assinada por um dos gigantes do teatro. A personagem feminina que dá título à peça é uma nobre, castelã de Östraat (Noruega, século 16) que tem grande poder local e é envolvida nas lutas políticas entre a Dinamarca e a Noruega. Mas nesse processo uma falta cometida no passado por Madame Inger vai precipitar a ação para o desenlace trágico. Colette Klein domina  o elenco com uma boa prestação na pele de Madame Inger. A produção é uma das menos boas que vi no Théâtre du Nord-Ouest mas cumpre a grande função de nos dar a conhecer o texto, a peça de Ibsen. Paris 2,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário