Tous les rêves du monde (Laurence Ferreira Barbosa, 2017)

Estreia em França: 18/10/2017
Há poucas ficções francesas sobre a comunidade portuguesa. E no entanto há um precedente recente que foi um enorme sucesso de bilheteira, principalmente em Portugal: La cage dorée. O último filme de Ferreira Barbosa não vai seguir o mesmo trilho de sucesso. Não é uma comédia, para começar, e falta-lhe um o nervo que está presente nos projetos populares. Tous les rêves du monde é o retrato de uma jovem francesa de ascendência portuguesa, que está meio perdida na idade do bac, que ela não consegue passar pela segunda vez, para frustração dos pais. O retrato da comunidade portuguesa é complexo e justo e a realizadora enfrenta com inteligência os muitos clichés que envolvem essa comunidade. Mas reconheço que me senti incomodado com a imagem dos portugueses transmitida pelo filme, tal como acontecera com a Gaiola dourada. Que tipo de integração na sociedade francesa essa comunidade conquistou? Duas personagens masculinas e uma feminina, todos jovens e mais descomplexados do que a protagonista, trazem fortes e justas críticas ao debate sobre os portugueses em França. Muito interessante. Paris Bastille 3/5 

Sem comentários:

Enviar um comentário