L'amant d'un jour (Philippe Garrel, 2017)

As crónicas sentimentais que Garrell tem apresentado são curtas, incisivas e nascem de uma observação (e vivência) da paixão e do erotismo no presente. Neste excelente filme, três personagens, cada um na sua vez, sofre do abandono do(a) amante; o mais emocionante aqui é assistirmos à procura mais ou menos desesperada de pai e filha pelo grande amor, e à cumplicidade na dor que entre eles se estabelece. Paris 4/5 

Sem comentários:

Enviar um comentário