Teatro: Testament de Marie (Odéon, 2017)

Colm Toibin escreveu esta peça a partir do seu romance The Testament of Mary (2012). A peça foi criada no ano seguinte na Broadway, com encenação de Deborah Warner, com Fiona Shaw como única intérprete em palco. Deborah Warner encenou também a criação francesa, Le Testament de Marie, no teatro Odéon. Marie é a mãe de Jesus, que é Dominique Blanc nesta produção. Maria narra à sua maneira a vida do seu filho até à crucifixação. Blanc é brilhante, mas não consegue eliminar o tédio que senti quando vi a peça. A prosa de Toibin é... prosa de romance, e isso nem sempre funciona bem em palco. Paris 2/5

Sem comentários:

Enviar um comentário