The Three Faces of Eve (Nunnally Johnson, 1957)

Este deve ter sido um projeto bem pessoal de Nunnally Johnson, que produziu, escreveu e realizou o filme. Ou talvez não, já que Johnson era um argumentista e produtor consagrado desde os anos 30, e realizou alguns (poucos) filmes na década de 50. No final desses anos, Hollywood procurou realizar projetos marcados pelo realismo, por vezes devedores do mundo da televisão. Neste filme, baseado numa história real dos anais da psiquiatria, uma mulher assume várias personalidades, boa e más, e é tratada por psiquiatras até ser curada. A Eve White é a boa dona de casa, recatada, boa esposa e boa mãe; a Eve Black despreza a boa Eve e vive para a farra. Pode ter sido um caso clínico marcante que até virou filme, mas diz-nos mais sobre o papel da mulher na sociedade do que muitos biopics. Joanne Woodward ganhou o óscar para melhor atriz, um prémio mais do que merecido. Paris 2,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário