The Lost City of Z (James Gray, 2016)

O sexto filme realizado por James Gray é uma maravilha. Trata-se do meu filme preferido do realizador. Gray escreveu o argumento desta história baseada na vida do explorador britânico Percy Fawcett, que dirigiu várias expedições à Amazónia para encontrar uma civilização que ele acreditava existir no interior da selva. O filme articula de forma superior o filme de aventuras, o biopic, o drama familiar e o filme histórico. E aborda temas como o feminismo, os preconceitos de classe da sociedade britânica, a ambição da glória pessoal, a tradição familiar, os preconceitos dos ocidentais em relação a outras civilizações, a ecologia, entre outros. O que é notável é que nada disto é imposto de forma desajustada que poderia tornar o filme pesado e aborrecido. O filme tem um fôlego narrativo que lembra os filmes de David Lean, que ninguém hoje tentar reproduzir. Para mim, é um dos melhores filmes do ano. Paris 4,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário