Recital: Juan Diego Flórez (Palais Garnier, 2017)

Juan Diego Flórez não estava em boas condições de saúde para fazer este recital, isso era mais que visível e originou momentos caricatos, mas acabou por fazer um recital maravilhoso. Acompanhado pelo pianista Vincenzo Scalera, cantou canções de Rossini e Leoncavallo, assim como árias de Rossini, Verdi, Puccini, Mozart e Massenet. Mas o bis foi igualmente soberbo: antes de terminar com Una furtiva lagrima de Donizetti, cantou, acompanhando-se à guitarra, três clássicos da música da América Latina, entre os quais "Cucurrucucú paloma" (Tomás Méndez, 1954) e "Malagueña salerosa". Paris 4,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário