Il Posto (Ermanno Olmi, 1961)

Ao segundo filme, Ermanno Olmi assina uma obra-prima. Uma história de amor original entre dois estagiários no seu primeiro emprego. A entrada no mercado de trabalho pode ser tão marcante, tão traumatizante, quanto um primeiro amor. São momentos em que um jovem cresce e se torna de repente adulto, e vê à sua frente o seu futuro, as suas conquistas e as suas mágoas. Muito disto é mais sugerido do que mostrado neste filme. Olmi retoma o gesto realista de Rosselini, mas com mais humor (presente em muitas sequências no escritório e na festa de final de ano, por exemplo). Excelente. Paris 4,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário