Goto l'île d'amour (Walerian Borowczyk)

Não consigo atinar com Borowczyk, realizador marcante dos anos 70. Vejo os seus filmes com curiosidade, mas sem amor ou mesmo admiração. Goto é uma ilha isolada do restante mundo, governada por um ditador, Goto III. A sua esposa, mais jovem e muito bela, é amada por um militar e por um ex-condenado, que escapou à forca por intervenção do ditador. A metáfora é demasiado evidente, numa altura em que na Europa de Leste havia várias ilhas tão cinzentas quanto Goto. Mesmo assim, deve ser um dos melhores filmes de Borowczyk. Paris 2,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário