Going to Brazil (Patrick Mille, 2016)

Uma comédia francesa que segue o modelo americano de Hangover mas que fica longe de ser uma cópia deslavada do original. O que me levou a ver o filme foi obviamente o Brasil. Na verdade o filme passa-se inteiramente neste país, salvo a introdução em território francês. Três amigas francesas viajam para o Rio para assistir ao casamento de uma amiga que tempos antes fora para o Brasil e por lá ficara sem dar notícias. As jovens chegam ao Rio e logo participam de uma festa, onde uma delas acaba por matar um rapaz que fazia a sua despedida de solteiro: era o noivo da amiga delas. A partir daí o filme aumenta de velocidade e os clichés sobre o Brasil atropelam-se (corrupção, violência, favela, bundas, sexo). Como se trata de uma comédia desbragada, ninguém leva a mal tamanha redução de um povo a atributos e realidades bárbaros. No fundo, filme é muito divertido, as atrizes são ótimas (fazem lembrar as spring breakers de Korine) e há personagens secundárias formidáveis (os funcionários franceses do Rio). Paris 3,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário