Moonlight (Barry Jenkins, 2016)

Tenho tido boas surpresas com os filmes dos óscares. Moonlight é um filme maravilhoso, que vai crescendo à medida que avança, à medida que o protagonista passa da infância à adolescência e por fim à idade adulta. E a história chega a ser mais comovente quando Chiron é adulto, apesar de ficarmos a saber que se tornou num traficante de droga. Em criança e na adolescência sofria de discriminação e de bullying, como adulto deu a volta por cima e passa a dominar (no mau sentido) a vida dos outros. A sequência final, quando a sua intimidade se revela, é talvez a mais bela do filme. Ganhou o Oscar e o Globo de Ouro de melhor filme. Merecido. Paris 4,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário