Jackie (Pablo Larraín, 2016)

Jackie é um belo filme mas perde por comparação com o outro biopic recente do chileno Pablo Larraín, dedicado ao poeta Pablo Neruda. Enquanto este era um príncipe da cultura chilena, Jacqueline Kennedy é uma personalidade de bastidores, aliás pouco interessante. Jackie, o filme, concentra a sua narrativa nos dias que se seguiram ao assassinato do presidente americano JFK. A desorientação de Jackie, as decisões práticas a tomar relativas ao funeral do marido e à mudança da Casa Branca. Sem dúvida, prefiro Neruda, o filme. Paris 2,5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário