Adriana Lecouvreur (Cilea, 1902)

Foi uma noite especial, pois pela primeira vez vi Angela Gheorgiu num palco. E nao foi num palco qualquer. Há cerca de 20 anos, Angela ficou famosa com a Traviata que apresentou no Covent Garden, dirigida por Georg Solti. Ela é uma das maiores divas líricas de hoje, e uma das raras divas cuja vida privada e (mau) feitio passam regularmente para as páginas das revistas da especialidade. Porém, a julgar pelos aplausos do público o cantor mais amado nesta produção da ópera de Cilea foi Gerald Finley. Mesmo não sendo uma produção inatacável, para mim foi uma noite perfeita. A música de Cilea é lindíssima, os intérpretes estiveram todos bem, a encenação de David McVicar é bela, legível e pertinente. O terceiro acto comeca com uma introdução instrumental muito bela que depois dá lugar à ária mais famosa da ópera cantada por Adriana, "Poveri fiori". Foi o que eu mais gostei, apesar dos outros actos serem igualmente bons. Londres, Covent Garden 5/5

Sem comentários:

Enviar um comentário