Opera: Iphigénie en Tauride (Opera de Paris, 2016)

Foi muito bom ouvir esta ópera de Gluck, um compositor fundamental que conheço muito mal. Baseada na obra de Eurípedes, com personagens associadas à guerra de Troia, a ação foi transposta pelo encenador Krzysztof Warlikowski para um lar da terceira idade. Vilipendiada na estreia em 2016, esta encenação é agora bem recebida por quase todos. Eu fico indiferente perante tal opção. Na verdade, Iphigénie en Tauride (1779), para mim, oferece momentos de canto belíssimos, cantados por Iphigénie (Véronique Gens, a melhor em palco), Oreste (Etienne Dupuis), Pylade (Stanislas de Barbeyrac) e pelo coro. Paris 4/5

Sem comentários:

Enviar um comentário