Lino Brocka: Manila (1975)

Manila é um murro no estômago como foi em tempos (pelo menos para mim) Los Olvidados de Bunuel. É o retrato da miséria moral e material que engole as pessoas como um redemoinho irresistível e fatal. Um jovem da província vai para Manila em busca da namorada que foi atraída para a capital e acabou por desaparecer. Tanto ele como ela, separados na maior parte do filme, vão passar por um calvário que lhes assegura um sacrifício no final. Tudo é tão brutal neste filme, nesta realidade, que os recentes acontecimentos nas Filipinas não causam grande surpresa. Brocka realizou Manila em 1975, Mendoza realizou Ma'Rosa 40 anos depois, e entre os dois momentos nada parece ter mudado na sociedade filipina. Outro murro no estômago. Paris 4,5/5

4 comentários:

  1. Olá Carlos. Aconselho-te também Insiang, do mesmo realizador. Muito, muito bom.

    ResponderEliminar
  2. Não conheço nada dele, tenho de ver em breve. Feliz Natal, um abraço :)

    ResponderEliminar