La jeune fille sans mains (2016)

Inspirado numa história dos irmāos Grimm, La jeune fille sans mains, de Sébastien Laudenbach, é mais um eloquente exemplo do bom momento artístico por que está a passar o cinema de animação francês. O desenho e a narrativa são tāo originais que o filme não se parece com nenhum outro. O desenho é inacabado, as formas da realidade desfazem-se e fazem-se de forma dinâmica e fluída. É o espetador que completa mentalmente as formas sugeridas, mas nem por isso o filme se torna fastidioso. É interessante do princípio ao fim. É a primeira longa-metragem de Laudenbach e é um grande filme de animação. Paris 4/5

Sem comentários:

Enviar um comentário