Wim Wenders: Les Beaux Jours d'Aranjuez (2016)

Penso que foi Fritz Lang quem disse que o cinemascope era bom para filmar cobras. Agora Wenders deve pensar que o 3D é bom para filmar árvores, os ramos tocados pelo vento, ou pequenos arbustos em primeiro plano. Pois resolveu filmar em 3D um interminável diálogo entre um homem e uma mulher cercados de árvores numa tarde de verão. Na casa de campo a que pertence esse jardim, está o escritor do diálogo do referido casal. Nick Cave aparece por uns momentos a cantar ao piano Into your arms e na boa banda sonora está também Lou Reed (o óbvio Perfect Day) entre outros. O argumento segue uma peça de Peter Handke, mas a produção é franco-alemã, e o diálogo (em francês) a que assistimos, sobre as experiências amorosas/sexuais da mulher, faz lembrar alguns filmes franceses insuportáveis. Nunca pensei que Wenders fizesse tal pastelão francês. Paris 2/5

Sem comentários:

Enviar um comentário