Dino Risi: Una vita difficile (1961)

Já estava um tanto cansado da commedia all'italiana, certamente por ter visto demasiados filmes que sublinham a traço grosso (e por vezes grotesco) a força do povo italiano. Nada como ver uma obra-prima de Dino Risi que opta por retratar a evolução de uma personagem (Alberto Sordi) e da sua relação com a mulher para voltar a interessar-me pela comédia all'italiana. Sordi é um resistente na segunda guerra, um partigiano comunista, jornalista na imprensa clandestina, que é salvo do fuzilamento por uma mulher. Depois da guerra, eles casam-se mas a fidelidade aos seus ideais mantém Sordi na pobreza, situação que desagrada à mulher e à sogra. Por amor, o jornalista acaba por enterrar os seus ideais e tornar-se capacho de um rico local. Até a mulher descobrir a situação humilhante a que conduziu o marido... Não me lembro de comédia melhor sobre as mudanças políticas no período em questão. Uma das melhores comédias que já vi. Paris 4/5

Sem comentários:

Enviar um comentário