Tomás Gutiérrez Alea: Memórias do Subdesenvolvimento (1968)

Vi agora este filme pela primeira e, sim, ele está à altura de todos os elogios que já tinha lido acerca dele. A sessão a que assisti iniciou-se com uma exemplar introdução de Martin Scorsese, sempre atento e ativo defensor da renovação dos filmes. Memórias é um filme que navega entre a ficção, a autoficção e o documentário, hoje na moda, mas na altura um verdadeiro desafio. Essa liberdade formal põe em cheque a revolução em curso em Cuba, mais até do que a condiçao de proprietário e bon vivant (de rendimentos) do protagonista Sérgio. Um grande e complexo filme. Paris 4/5

Sem comentários:

Enviar um comentário