Teatro: L'avare (Molière, 1668)

O Avarento é uma das obras-primas de Molière. Harpagon (excelente Bernard Lefebvre), pai de dois filhos em idade de casar, arranjou uma noiva jovem, namorada secreta do filho, e resolveu casar a filha com um homem mais velho porque fez um bom negócio: não precisa de pagar o dote da filha. Harpagon só vê dinheiro à frente, e a sua fama de sovina ultrapassa as fronteiras da terra onde vive. A grande tragédia dá-se quando lhe roubam as economias; fica inconsolável que nem um bebé. Boa encenação de Jean-Luc Jeener. Paris 4/5

Sem comentários:

Enviar um comentário