Maria Schrader: Adieu à l'Europe (2015)

Uma co-produção entre a Alemanha, Áustria, França e Portugal, Adeus à Europa é um biopic que se ocupa dos últimos anos de vida de Stefan Zweig. Em 1936 ele abandona a Alemanha de Hitler exila-se um pouco por todo o lado (de referir que Zweig devia ser à época o mais importante e mais conhecido escritor de língua alemã a par de Thomas Mann). O filme passa-se na Argentina, em Nova Iorque e, sobretudo, no Brasil. Eu já conhecia esta história mas ainda não tinha tido oportunidade de vê-la retratada no cinema. Por esse motivo me interessou ver o filme e por esse motivo acabei por gostar, apesar de ser um filme artisticamente enfadonho, sem grande chama (muito abaixo do recente biopic de Hannah Arendt). Surpreendeu-me o facto de encontrar muitos atores portugueses (Nicolau Breyner, Marcia Breia, Maria Vieira, Virgilio Castelo, João Cabral, Arthur Igual) no papel de brasileiros, todos embasbacados com a presença do célebre escritor nas ruas de Petrópolis (mas também nos campos de canas de açúcar e em aldeias). O filme foi filmado em São Tomé. Este filme é o candidato da Áustria ao óscar. Paris 3/5

Sem comentários:

Enviar um comentário