Leitura: Jour de Souffrance (Millet, 2008)

Catherine Millet é uma famosa crítica de arte. Mas ficou conhecida pelo grande público com a narrativa (récit) La Vie sexuelle de Catherine M. De certa forma, Jour de Souffrance é uma narrativa, igualmente autobiográfica, que dialoga com aquele famoso livro, ao tratar de um tema suscitado pelas reações dos leitores: o ciúme. Catherine Millet escreve, num francês soberbo, sobre o seu corpo, sobre as relações mais prolongadas com alguns homens, sobre a sua vida real e sonhada, ambas importantes. O livro é mais um exemplo de grande qualidade da autoficção à francesa. Muito bom. Paris 4/5

Sem comentários:

Enviar um comentário