Victor Erice: El Sur (1983)

Há um conjunto de filmes espanhóis (que inclui outro de Erice, O Espírito da Colmeia), por sinal excelentes, que nos mostram o mundo dos adultos, complexo e atormentado de culpa, através do olhar da criança. Nesses filmes as casas são importantes, mas são espaços abafados e isolados do mundo, nelas não entrando a passagem do tempo e da história, e tudo é comunicado em voz baixa, por meias-verdades. O olhar inocente da criança acaba por revelar as verdades essenciais. Claro que estes filmes falam desse modo metafórico da Espanha franquista, que reprime os adultos e povoa a infância de fantasmas e mistérios. DVD 4/5

Sem comentários:

Enviar um comentário