Marisa Monte em Serralves (2016)

Dificilmente poderia perder este show de Marisa Monte. Ela é a artista musical que mais vezes vi ao vivo e de cada vez que assisto a um dos seus shows cresce a minha admiração por ela. Conheço bem a sua obra (apenas oito discos de originais desde 1989), que tanto a solo como em grupo (Tribalistas) beira sempre a excelência. E no entanto Marisa não é o que se costuma chamar de "animal de palco", e parte do charme das suas canções, extremamente bem produzidas em estúdio, não consegue passar para o palco. A sua figura de sereia, o timbre da sua voz (uma das mais belas que conheço) e a facilidade de comunicação (não apenas verbal) que estabelece com o público, são os elementos que garantem excelentes espetáculos. 
Nesta passagem por Portugal (show Marisa Convida Carminho, em Oeiras e no Porto), havia a curiosidade em saber como iria funcionar o diálogo entre a voz de cantora MPB-Pop de Marisa e a voz dramática da cantora de fado Carminho. Uma voz aguda e pouco potente e uma voz grave e potente. Pois correu tudo bem. Foi um dos momentos altos do show e certamente o mais emocionante já que as canções escolhidas tiveram a sua história revelada pelas cantoras e pelo menos as quatro primeiras da lista seguinte testemunham a amizade entre Portugal e Brasil.
Saudades do Brasil em Portugal (Vinicius de Moraes e Homem Cristo, 1968) 
Chuva no mar (Marisa Monte e Arnaldo Antunes, 2014) 
Os Argonautas (Caetano Veloso, 1969) 
O Vira (João Ricardo e Luhli, 1973)
Dança Da Solidão (Paulinho da Viola, 1972)
Gentileza (Marisa Monte, 2000)
Vilarejo (Marisa Monte, Pedro Baby, Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes, 2006)
Mas um show de Marisa nunca poderia prescindir das muitas canções, que são hoje clássicos da pop brasileira, que a propria Marisa assinou sozinha ou com os seus parceiros habituais (Arnaldo Antunes, Nando Reis e Carlinhos Brown). Eis algumas que ela cantou em Serralves.  
Infinito Particular (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2006) 
O que me importa (Cury, 1972)
A Sua (Marisa Monte, 2001) 
Depois (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte, 2011) 
Segue o seco (Carlinhos Brown, 1994)
Passe em Casa (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte e Margareth Menezes, 2002) 
Beija Eu (Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Arto Lindsay, 1991) 
Balança perna (Jorge Ben Jor, 1963)
Eu sei (na mira) (Marisa Monte, 1991)
Carnavália (Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, 2002)

Sem comentários:

Enviar um comentário